Saltar para conteúdo

Substâncias químicas em géneros alimentícios

Todos os alimentos são constituídos por substâncias químicas. Muitas dessas substâncias ocorrem naturalmente, outras não. Leia sobre aditivos e saiba onde procurar mais informações.

Pense nos nutrientes existentes nos alimentos, por exemplo, hidratos de carbono, proteínas, gorduras e fibras, que são constituídos por compostos químicos. Não existem alimentos «sem substâncias químicas». Por exemplo, um morango contém muitas substâncias químicas:


(fonte: James Kennedy)

No entanto, algumas substâncias químicas podem suscitar preocupações em matéria de saúde. Essas preocupações dependem da sua toxicidade e dos seus níveis nos nossos organismos. Os cientistas aconselham níveis seguros para a sua presença nos alimentos e informam os decisores que, posteriormente, regulamentam a utilização de substâncias químicas em alimentos.

Na Europa, a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos regulamenta a segurança alimentar, incluindo a presença de substâncias químicas em alimentos.

E quanto aos aditivos alimentares?

Os aditivos alimentares são utilizados para muitos fins, por exemplo, como corantes, adoçantes ou para preservar os alimentos. Na União Europeia, os aditivos alimentares são identificados por um número E (E-número) e são incluídos na lista de ingredientes dos produtos. Os rótulos dos produtos devem identificar a função do aditivo (p. ex., corante, conservante) e a substância específica que é utilizada (p. ex., E 415 ou goma xantana).

A Comissão Europeia mantém uma base de dados dos aditivos alimentares que são aprovados na UE.

Materiais destinados a entrar em contacto com géneros alimentícios

Os materiais destinados a entrar em contacto com os géneros alimentícios são, por exemplo, as embalagens e os recipientes, os equipamentos de cozinha, os talheres e os pratos. Estes podem ser constituídos por uma diversidade de materiais, incluindo plástico, borracha, papel e metal.

Uma vez que as substâncias químicas podem migrar dos materiais para os alimentos, a segurança dos materiais destinados a entrar em contacto com os géneros alimentícios deve ser avaliada. Os materiais devem ser fabricados de modo a que qualquer possível transferência para os alimentos não suscite preocupações de segurança.

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos avalia a segurança dos materiais destinados a entrar em contacto com os géneros alimentícios.

Saiba mais


Route: .live2